quinta-feira, 7 de maio de 2009

Vannes/Horta/Vannes larga da França a 25 de Julho

Faial espera “época naútica muito forte”


As palavras são do presidente da Câmara Municipal da Horta, João Castro, que falava na apresentação da regata internacional Vannes/Horta/Vannes, que decorreu na manhã de ontem, na Marina da Horta.
O autarca congratulou-se com o facto da Horta poder acolher uma “regata competitva, numa classe emergente na náutica internacional”, ao mesmo tempo que realçou o facto deste evento representar o retomar de uma ligação existente entre as cidades da Horta e de Vannes, no âmbito da qual se realizaram na década de 90 três regatas internacionais que ligaram aquela cidade francesa aos Açores, e nas quais participaram tripulantes faialenses, como é o caso de Armando Castro, um dos responsáveis pela organização deste evento.
João Castro salientou que a recepção deste tipo de regatas – este ano serão cinco as regatas internacionais a escalar a Horta – é também ilustrativa da enorme dinâmica do nosso porto.
À Câmara Municipal juntam-se na Comissão Organizadora a Administração dos Portos do Triângulo e do Grupo Ocidental, SA (APTO), o Clube Naval da Horta e a Associação Regional de Vela dos Açores.
Fernando Nascimento, presidente do Conselho de Administração da APTO, também se congratulou com a passagem pela Horta desta regata internacional, considerando ser uma responsabilidade da entidade que preside apoiar este evento que “prestigia o porto da Horta, projecta o Faial e os Açores e afirma a nossa particular vocação marinha insular”.
Também Hugo Pacheco, presidente do Clube Naval da Horta, considera uma “honra” participar nesta organização. Pacheco frisou a importância que terá a presença de skippers muito experientes na ilha do Faial, que permitirá aos atletas locais aprender mais sobre vela. O presidente do Naval da Horta destacou ainda o facto dos barcos que integram esta regata irem participar na Regata do Canal, durante a Semana do Mar, possivelmente com alguns tripulantes faialenses, o que representará uma oportunidade única de intercâmbio de conhecimentos e experiências.
De facto, como referiu Armando Castro, a preocupação em proporcionar esse tipo de experiência aos velejadores faialenses foi transversal em todo o processo de organização, de tal modo que aos barcos que não participarem na Regata do Canal será imposta uma penalização de 48 horas.

2.ª edição da Atlantique Pogo
Esta regata é organizada pela Association International Pogo, e surge como uma segunda edição da Atlantique Pogo, regata que em 2007 ligou as cidades da Horta e de Douarnenez. O sucesso desta regata oceânica levou a que a iniciativa fosse repetida, desta feita ligando Vannes e Horta, de forma a lembrar a regata internacional realizada por três vezes na década de 90 entre as duas cidades.
Esta regata destina-se a embarcações da classe Pogo 8.50 e 10.50, podendo ser tripuladas por um ou dois velejadores, conforme explicou Armando Castro.
A primeira etapa (Vannes/Horta) largará a 25 de Julho, e a segunda etapa (Horta/Vannes), a 13 de Agosto. Está previsto que os velejadores demorem cerca de 8 dias a cumprir as 1250 milhas náuticas de cada etapa.
Experiente nas andanças da Vela, Armando Castro explicou que se aguarda uma primeira etapa mais complicada, com ventos contrários e com um percurso com grandes exigências técnicas para os velejadores, entre outras coisas devido às várias possibilidades de escolha no momento de aproximação da cidade da Horta.
Apesar de ainda não ser possível contabilizar o número de participantes nesta regata, são esperadas já cerca de 20 embarcações. Em 2007 foram nove os barcos que se fizeram ao mar nesta regata, e vários desses velejadores pretendem voltar à Horta nesta edição.
Esta regata foi apresentada no Salão Náutico Internacional de Paris em Dezembro de 2008.

Comissão Náutica Municipal
Na apresentação desta regata, o presidente da CMH informou que a autarquia está a criar uma Comissão Náutica Municipal. A ideia é reunir várias entidades na perseguição de objectivos comuns, respondendo de forma eficaz ao grande potencial náutico da cidade da Horta.

video
Vídeo: Maria José Silva

Sem comentários: